Acessar Credit Consult Acessar Credit Consult


Notícias

Reforma Trabalhista – hora de derrubar mitos e economizar

Data: 26/04/2019 - Fonte: Cláudia Bouviê
Reforma Trabalhista – hora de derrubar mitos e economizar

Foto: Cláudia Bouviê

Um encontro de empresários, contadores, advogados, administradores e gerentes de Recursos Humanos, rendeu novos conhecimentos e saídas para gerir a Reforma Trabalhista e capitalizar melhores relações no trabalho, além de economia.

O advogado trabalhista João Acássio Muniz Júnior foi o palestrante da noite e garantiu informações importantes para absorver a Reforma, tendo como meta a produtividade nas empresas, por meio da valorização de quem trabalha.

Um dos impactos da Reforma nas relações trabalhistas é, sem dúvida na mudança da cultura do trabalho, com base na meritocracia – ganhar mais por produzir mais. “Na verdade, o que vamos sentir com a Reforma é uma liberdade de negociação entre empregador e empregado. Vamos ver também o fortalecimento de novas maneiras de manter essas relações, sem limitações e com a liberdade de criar normas, fiscalizar e cobrar o cumprimento delas. Hoje existe uma relação mais próxima e mais produtiva entre quem emprega e quem trabalha”, argumentou o advogado.

O fato da desoneração da empresa em ‘administrar’ o pagamento da contribuição sindical por meio da folha de pagamento, já alivia os departamentos de RH. Essas relações agora são diretas entre trabalhador e sindicato. 

Outras mudanças que são sensíveis e que podem gerar economia para as empresas são em relação às horas de trabalho.  Com o fim da hora in itinere – pagas pelo deslocamento do trabalhador até o local do trabalho, vai proporcionar uma redução na folha de pagamento e um aumento da jornada de trabalho disponível. Isso garante maior produtividade. “Lembrando que antes da Reforma era obrigação do empregador pagar, em alguns casos específicos, a partir do momento em que o trabalhador iniciava o deslocamento para o local do trabalho. Hoje ele recebe por horas de trabalho efetivamente”.

Outras mudanças que podem provocar aumento da produtividade e redução de custos com a mão de obra nas empresas fazem parte da Reforma e foram apresentadas na palestra, como a institucionalização do home office, a formalização do banco de horas, a gestão de horas com compensação, entre outras. “O que precisamos para garantir que essa Reforma seja interessante para ambas as partes envolvidas, é a formalização dos acordos, que agora podem ser feitos também diretamente com o funcionário. Os acordos são interessantes para as partes e podem mudar definitivamente as relações trabalhistas sem prejuízo para ninguém”, finalizou João Acássio.

“O assunto rendeu lotação total do auditório da Acir e a arrecadação, em termos de ingressos, de cerca de 90 quilos de alimentos que serão doados para instituições de caridade. O palestrante sempre atende aos nossos convites e participa dos eventos do CDE. Educação e participação social andam juntas na Acir”, disse Ana Lúcia Linhares, coordenadora do Centro de Desenvolvimento Empresarial da Acir.

Deixe seu comentário

* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Veja também

Sefaz distribui material sobre a Nota MT no comércio de Cuiabá e VG

Comerciantes também poderão fazer o download e a impressão do material no site do programa

SAIBA