Acessar Credit Consult Acessar Credit Consult


Notícias

Rondonópolis liderou geração de empregos em Mato Grosso em 2017

Data: 30/11/-0001 - Fonte: A Tribuna
Rondonópolis liderou geração de empregos em Mato Grosso em 2017

O município de Rondonópolis foi o campeão na geração de empregos formais no estado de Mato Grosso durante o ano de 2017. O levantamento de evolução do emprego no País foi divulgado ontem (26) pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
Mesmo com a crise que assombra a economia do País, a cidade teve um saldo positivo na criação de empregos formais no ano, aqueles com carteira assinada e direitos garantidos, somando 1660 novos postos de trabalho, sendo que foram contratadas 29.872 pessoas contra 28.212 demissões no mesmo período.
No cômputo geral do ano, os setores que mais empregaram na cidade foram o comércio, com o saldo positivo de 556 contratações, em segundo lugar ficou o setor de serviços, que contratou 479 novos funcionários e, em terceiro, ficou a construção civil, que contratou 449 pessoas a mais que demitiu.
Ainda que tenha encerrado o ano no azul, durante o mês de dezembro, Rondonópolis fechou com saldo negativo de menos 394 vagas de emprego (1.667 admissões – 2061 desligamentos). Nesse mês, os setores da construção civil e serviços demitiram mais que contrataram, com a construção civil tendo contratado 158 pessoas e demitido 436, ficando com um saldo negativo de 278 empregados a menos. Já o setor de serviços contratou 526 pessoas e demitiu 725, fechando o mês com saldo negativo de 199 empregados a menos. Por seu lado, o comércio contratou 716 pessoas e demitiu 568, ficando com um saldo positivo de 148 empregos no mesmo período.
No mesmo ranking, a cidade de Sinop ficou em segundo lugar no estado e fechou o ano com a geração de 1590 novos empregos, enquanto Várzea Grande ficou em terceiro lugar com 1403 novos empregos. A capital Cuiabá também apareceu no azul, tendo gerado 929 novos cargos de trabalho.
No outro extremo do ranking, várias cidades do estado fecharam o ano no vermelho, como o município de Chapada dos Guimarães, que fechou o ano com um saldo de 1341 empregos a menos, seguido por Cáceres, que fechou 2017 com um saldo negativo de 541 empregos a menos.

Deixe seu comentário

* Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

Veja também